Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

terça-feira, maio 24, 2005

A propósito da Tia Amélia



Diz o ZM que tia Amélia poderia vender histórias no mercado das flores.
Histórias soltas, retalhos, memórias vividas, ramos de cheiro, molhos silvestres...

A este propósito lembrei-me de um trecho da Isabell Allende que guardei num dos baús há já muito tempo:

"Nesse dia Belisa Crepusculário soube que as palavras andam soltas, sem dono, e que qualquer um com um pouco de manha pode agarrá-las para as vender". (em Histórias de Eva Luna)

A venda não será o caso, só as palavras. Já não soltas, mas arrumadas em histórias, à procura de quem as possa recontar. Vai um molhinho?!
Ó menina, é pr'ácabar...

1 Comments:

  • At 24 maio, 2005 12:25, Blogger Jordi said…

    Pois é.
    E convém mesmo que elas andem aos molhinhos, porque senão leva-as o vento...

     

Enviar um comentário

<< Home