Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

quarta-feira, junho 29, 2005

Um peixe no bolso

O mar é fértil na região de Pipa e uma saída económica para muitas famílias que se dedicam à pesca artesanal e tradicional da taínha junto à zona de rebentação das ondas.



Os homens, enfiados no mar até à cintura, fazem-no atirando, em movimentos vigorosos e ondulantes, uma grande rede circular que depois recolhem com calma e carinho.
Os movimentos ritmados e precisos numa fusão entre o sol, as águas e o corpo.


(peixes no bolso I)


(peixes no bolso II)

Uma breve hora de pesca rende um pequeno cesto cheio de peixes.
O mar é generoso por estas paragens e recompensa o esforço com alguma rapidez.
Os peixes volteiam nas malhas da rede, nas mãos, nos bolsos dos pescadores soltando breves reflexos de luz prateada ao sol...



Os movimentos destes homens, espalhados um pouco ao acaso pelas ondas inquietas, hipnotizam.
A luz, ora capturada, ora solta nas translúcidas redes que voam... cintilantes.
Dá vontade de também levar um peixe no bolso e deixar morar esta cadência salgada no corpo.

5 Comments:

  • At 29 junho, 2005 18:42, Blogger jordi said…

    Que saudade!

    Olha, mas tu estás a ficar boa nisto da pesca. 1144 visitantes. Bela pescaria.

     
  • At 29 junho, 2005 19:27, Anonymous Paimica said…

    Lembras-te da nossa caça submarina no mar da praia de Porto de Mós em Lagos? Eras uma menininha e estavas dentro do nosso barquito de borracha e eu a mergulhar e a caçar as tainhas. Algumas, mesmo depois de caçadas, saltaram do barco de novo para o mar. E tu muito espantada e aflita. Naquele dia o mar também foi generoso. Aliás naquele tempo o mar ainda era generoso. Agora, ainda o é, mas no Brasil. É pena ficar um "pouco" longe.
    Bjs

     
  • At 29 junho, 2005 23:02, Blogger Ahraht said…

    Aas tatuagens que as coisas deixam na vida... como se o momento parasse e pairasse para sempre na tua memória, como uma luz, estática, até à cegueira onde apenas aquela imagem se consegue ver.

     
  • At 30 junho, 2005 11:15, Blogger Pedro Veiga said…

    O Brasil é muito rico e esta pequena história enche a alma de sons e aromas!
    Também visitei o Brasil, embora outra região, o Estado de Santa Catarina. Trago de lá excelentes recordações.
    Parabéns pelos "dias maiores".

     
  • At 02 agosto, 2006 12:05, Blogger My-Mind said…

    Estou a dias de distância de ir para Pipa, onde vou ficar no mesmo sitioque tu, no Village Natureza. o teu "diário de bordo" realmente inspirou-me. Se já estava ansioso, agora não vejo a hora de chegar. Mas também tenho a sensação de que vou sentir o mesmo que tu à chegada... aquela "sensação de estranheza" tão certa.
    Posso pedir-te algumas sugestões? É mais fácil seguir-me por alguém que já lá esteve. Obrigado
    Pedro Lima
    pedro-lima@netcabo.pt

     

Enviar um comentário

<< Home