Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

quinta-feira, julho 14, 2005

Nem tudo está perdido!



Contra os discursos pessimistas e esvaziadores em torno da cultura portuguesa, do seu consumo e das fracas qualidades das presentes gerações regista-se que, contra todas as expectativas, a sessão de "journal d'une femme de chambre" estava ontem esgotadíssima na cinemateca. Embora isso nos tenha impedido de rever o universo de ironia e perversão requintada de Buñuel, encheu-nos a alma de alegria pois mostra que, apesar de todos os maus augúrios, vaticínios e demais profecias catastróficas, a malta mexe-se e enriquece-se.
Haja onde e como!

Morra Nostradamus, morra PIM.

5 Comments:

  • At 14 julho, 2005 11:10, Blogger Bixu said…

    Buñuel!:)

     
  • At 14 julho, 2005 16:11, Anonymous Rodrigues said…

    Eh, pá! Adoro esse filme!
    (E Buñuel.)

     
  • At 14 julho, 2005 18:39, Blogger jordi said…

    Ainda não me tinha apercebido da vertente helena-almeidesca da tua foto de identificação. Está excelente.

     
  • At 14 julho, 2005 21:14, Blogger Ahraht said…

    Sabes que foste a única a reparar na provocação? Mas não me estranha, no país em que se deixa que o governo aumenta 4% o Imposto sobre o Valor Acrescentado ficando a malta impávida e serena. É por isso que um dia seremos conquistados pela cultura e pela economia do teu Buñuel.

    No votes, lucha! ...vê-se em tudo quanto é canto por terras de Nuestros Hermanos. A ministra da cultura espanhola lembrou-se de afirmar que o catalão não deveria ser considerado como uma língua europeia e ficou a contemplar a sua obra... e os quase motins que se seguiram por toda a Catalunya...

    Não te preciso de dizer o que somos, pois não...?

     
  • At 15 julho, 2005 09:57, Anonymous Rodrigues said…

    Ehehe! Eu sabia que aquela fotografia me lembrava alguma coisa. Helena Almeida - é isso!

     

Enviar um comentário

<< Home