Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

terça-feira, setembro 06, 2005

Carris sobre as águas

O dia começou ventoso por aquelas paragens e a costa, magnífica e agreste, oferecia poucos refúgios.



Enveredámos por isso por novos caminhos poeirentos, a terra amarela misturada com o cheiro intenso e resinoso das estevas a tingir todo o ar à nossa volta, em nuvens e remoinhos alvoroçados, à procura de um canto mais ameno para esticar as pernas e descansar ao sol.

A praia da Carriagem, avistada do cimo da arriba sulcada de trilhos, foi uma surpresa povoada de curvas rochosas pelo mar adentro.



Afloramentos, pregas, sulcos, filões, vastas superfícies enrugadas, amassadas e agrestes sobre o areal e as águas encrespadas.
Um universo fantástico e avassalador que lembra o início dos tempos, quando a terra cuspia aos borbotões as suas entranhas e se sacudia como um animal inquieto.





Uma praia de carris desenhados sobre as águas e as areias em trilhos que nos levam às voltas ao interior deles próprios.



Prova de que a natureza se escreve em espirais e poderosas curvas onduladas.

2 Comments:

  • At 07 setembro, 2005 14:22, Blogger Pedro Veiga said…

    Lindas imagens! Também gosto muito desta praia. Estas dobras nas rochas são autênticas obras de arte da mãe natureza!

     
  • At 07 setembro, 2005 20:59, Blogger Ahraht said…

    Surpreende-me a interiorização prévia à escrita. Faz-me pensar que pensas isso tudo no momento em que passas pels coisas. E gosto desse passarinhar lento pelos areais.

     

Enviar um comentário

<< Home