Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

sexta-feira, setembro 23, 2005

Reflexão




"A ética é estar à altura do que nos acontece".
G. Deleuze

Olhando à volta para os furacões Katrina, Rita e Felgueiras (to name only few) temos muito que reflectir... ou muita falta de ética.

8 Comments:

  • At 23 setembro, 2005 13:05, Blogger jordi said…

    E as ferraduras são para nos dar sorte ou são para darmos um coice em certos "fenómenos meteorológicos" que têm atravessado a nossa terra?

     
  • At 23 setembro, 2005 13:33, Blogger Ahraht said…

    Temos mesmo muito que reflectir. O Fenómeno Felgueiras é um verdadeiro case study.

    Atélá

     
  • At 23 setembro, 2005 13:52, Blogger Pedro Veiga said…

    Não é só Felgueiras. Também há o Isaltino, o Avelino e por aí fora. Estamos rodeados por "furacões"!
    Esperemos pelo dia 9 de Outubro...

     
  • At 23 setembro, 2005 15:10, Blogger jordi said…

    Se a ética é estar à altura do que nos acontece, já percebei porque é que há tanta gente a pôr-se em bicos de pés...

     
  • At 23 setembro, 2005 17:58, Anonymous Paimica said…

    Com coice ou sem ele, infelizmente temos esta triste realidade. Será que é aquilo que merecemos?
    Quando as audiências da TV são dominadas por programas onde os protagonistas tem por único atributo serem badalados nas colunas sociais, não se lhe conhecendo qualquer mérito ou competência a não ser vender-se; quando grande parte dos orgãos de comunicação em vez de noticiarem os acontecimentos, misturam os factos com opinião e interpretação, transformando assuntos marginais em temas do dia, na ânsia de serem ainda mais sensacionalistas que o vizinho (os directos sobre a mova nossa senhora de Fátima são um dos bons(maus) exemplos; quando os juízes que são um orgão de soberania ameaçam com greve e depois quando são chamados a exercer o poder que têm, refugiam-se em interpretações labirinticas das leis, para quase nunca se comprometerem; quando o os chamados populares, ou seja a voz do povo, apoiam o Valentim, o Isaltino, o Avelino, a Fátima e quejandos, afirmando que todos roubam, mas estes ao menos fizeram obra...; o que nos resta é deixar passar a onda, o furacão e esperar por melhores dias??
    Uma coisa eu sei, a vida encarregar-se-á de procurar o próximo equílibrio. Com mais ou menos dor ele vai chegar. Convém é dar um empurrãozinho.

     
  • At 24 setembro, 2005 12:09, Blogger manamagana said…

    é verdade, as ferraduras são de facto um coice na pseudo-fatalidade em que o país e o mundo anda emaranhado mas também uma referência à superstição, que é que sobra como esconjuro quando a ética e a justiça desaparecem do mapa.

     
  • At 27 setembro, 2005 00:22, Anonymous Anónimo said…

    Na minha opinião... nenhum deles vai ganhar as eleições, nem mesmo o vaidoso do SóAres! Acredito ainda que não somos assim tão burros!

    Ricardo Rodrigues

     
  • At 11 outubro, 2005 00:50, Anonymous Anónimo said…

    Mais valia acreditar no Pai Natal...

     

Enviar um comentário

<< Home