Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

sexta-feira, janeiro 13, 2006

Arre!



Depois de andar uma semana inteira a lutar contra o monopólio desgastante do trabalho na esperança e fé de ter tempo para criar um post que rompesse com o marasmo em que se encontra este blogue deparei-me com um dilema de classificação.

Diz o Rui Tavares num brilhante artigo do Diário de Notícias de hoje (sexta-feira 13) sobre o livro de David Hume Os limites da Superstição:

"Do ponto de vista religioso, a superstição é um "excesso perverso de religião... um vício oposto por defeito à virtude da religião" (...). Para o crente, a superstição seria assim a irmã feia da fé. Já o descrente, porém, nunca viu grande diferença entre as duas."

Ora bem, isto leva-me a crer que andei a semana inteira com a irmã feia da fé, a fazer figas enquanto esperava que o tempo se detivesse nalgum ponteiro esquecido e me desse tréguas momentâneas.
Mas foi só quando troquei a superstição pela pura teimosia que finalmente consegui largar tudo e escrevinhar estas linhas que vos deixo.

Arre, sacrilégio, que a teimosia quase tudo pode!

E no meio disto tudo, onde andará a virtude?

4 Comments:

  • At 13 janeiro, 2006 18:49, Blogger manamagana said…

    antes que alguém diga, eu sei que já usei esta foto mas não tinha mais nenhuma a propósito. Sorry.

     
  • At 16 janeiro, 2006 09:12, Blogger m a r c said…

    pois...
    mts vezes andamos com as irmãs feias de muitas coisas
    ainda por cima qd sabemos que há 1a + bonita a diferença é que a feia às vezes é mais tentadora e sabe.nos levar mto bem na sua cantiga

    bom post

     
  • At 16 janeiro, 2006 18:14, Anonymous Paimica said…

    Tu andaste uma semana inteira com a irmã feia da fé. Pois eu andei anos com a Virtude, a própria. Era minha colega na escola primária. Chama-se Maria Virtude ou das Virtudes, não sei bem. Só sei que lhe chamávamos a Virtudes, ou melhor a Bertudes. Se havia dúvidas, acrescentava-se do ti Zé Raposo, que era o pai, dela claro.

     
  • At 16 janeiro, 2006 20:10, Blogger Ahraht said…

    A virtude anda algures entre o 1 e o 3...no meio (do treze).

     

Enviar um comentário

<< Home