Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

quarta-feira, julho 30, 2008

Finnish experience

Calculo que os leitores mais atentos e dedicados se espantem com tanto marasmo. Pois bem, antes de dia 21 era o trabalho excessivo que me encurtava os dias, agora sao finalmente as ferias que me mantem afastada dos teclados ciberneticos (em paises onde os acentos e cedilhas nao constam da gramatica informatica como se ve).

Pois bem, o destino desta vez foi a Finlandia, pais enfiado numa floresta densa de verde intenso, luxuriante e permanente, permeada de lagos e zonas costeiras com ilhas e ilhotas de tamanhos variados.
Suspeito agora que os finlandeses devam sofrer de agorafobia tao parco e o seu universo paisagistico de horizontes despejados onde descansar o olhar, excepcao feita aos grandes lagos ou costa marinha onde a unica zona de abertura e a omnipresente linha de ågua (gostaram deste toque exotico na letra a, e para verem que e mesmo verdade que estamos na finlandia).

A viagem tem sido eivada de um perturbador misto de duvida e alguma frustracao. A excessiva floresta impede uma visao ampla e uma nocao paisagistica de conjunto e todas as descricoes espantosas que surgem nas paginas dos varios guias se diluem no meio da vegetacao o que nos leva a duvidar constantemente das opcoes feitas.
E como ser uma formiga num campo de futebol, sempre na esperanca de subir a um ponto alto para finalmente atingir uma visao despida e alargada.
Os precos sao proibitivos, as distancias grandes e os transportes publicos parcos o que nos tem limitado os movimentos. Agora ja nao temos duvidas de que a unica opcao que permitiria obter a tao almejada finnish experience (nao confundir com a experiencia final!) teria sido abrir os cordoes a bolsa e alugar um carro que nos permitisse deslocar mais livremente e ficar alojados numa das muitas casinhas de madeira a beira dos lagos.
Na nossa gestao mais low budget (o que quer que isso signifique na finlandia) acabamos por trocar os lagos e as casinhas por um percurso mais citadino sem estarmos muito convencidos do acerto da decisao.
Agora que estamos nos dias derradeiroa (agora sim os dias finais ou como quem diz the finnish days!) ponderamos de facto o aluguer de carro para poder ficar nas ilhas do arquipelago de Turku e obter finalmente a tao ansiada experiencia de uma cabana e sauna a beira de agua.
Isto depois da experiencia na sauna publica mais antiga da finlandia ainda em uso (uma sauna operaria aquecida ainda a maneira antiga) a que esperamos poder ir hoje ao final do dia aqui em Tampere.

Para os curiosos o percurso ate agora foi: helsinquia, tallin (estonia), savonlina, punkaharju, tampere. Proximos destinos: turku, arquipelado de turku (possivelmente ilha de Nagu) e regresso a helsinquia.

Pontos interessantes:
as finlandesas sao realmente giras, os morangos e as cerejas sao maravilhosos (!!!!), o castelo de savonlinna vale a pena e o espectaculo de opera a que assistimos foi magnifico, helsinquia e uma cidade interessante com os seus muitos parques e a ilha de suomenlinna, o verao finlandes e fantastico (estamos queimadinhos de tanto sol e temos tido dias de verdadeiro algarve) que o digam os locais que se despem em qualquer pedacinho de relva para torrar; ser de dia ate as 11 e meia da noite; a agua que e quase tao boa como a portuguesa; o verde luxuriante da floresta (em doses moderadas).

coisas estranhas: os finlandeses deitam lixo para o chao em todos os parques o que e contraditorio com a imagem de protectores do ambiente que tanto veiculam; vendem as bagas e cogumelos ao litro; tem concursos de instrumentos musicais imaginarios, carregamento de mulheres e lancamento de telemoveis; sao pirosos como o raio e so ouvem musica dos anos 80 (viva o preconceito!); os horarios nunca batem certo e os transportes podem partir adiantados ou atrasos (a gosto); os homens sao muito parecidos com os elementos masculinos dos Abba!!!

Para entreter o olhar relembro os lagos da noruega ate regressar a casa e poder publicar os da finlandia. Aqui esta o mes de Agosto do ano passado (descer com scroll)

Etiquetas:

2 Comments:

  • At 31 julho, 2008 18:07, Anonymous viajante por terras africanas said…

    Eheh, pois por terras mais a sul, S.Tome e Cabo Verde os horizontes misturam-se com os tons quentes das gentes, de um sol africano, das terras e das roças. Muitas bicicletas em S.Tome, peixinhos bem giros e o descanso tão desejado.
    Beijos mestre até ao teu e ao meu regresso
    Brrrrrrraaaanca!!!!

     
  • At 03 agosto, 2008 23:50, Blogger anad said…

    Na Filândia deitam lixo para o chão???? A minha alma está parva.
    Anad

     

Enviar um comentário

<< Home