Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

sexta-feira, outubro 17, 2008

manhãs madrugadoras



às 7h00, pronto para o dia, ainda a fazer ronha na cama dos pais.

3 Comments:

  • At 17 outubro, 2008 14:41, Anonymous forest science said…

    Goza lá comigo a dizer que sou demasiado cientifica!!!
    Falta algo junto ao puto para servir de escala pois não se percebe o seu tamanho sem comparação. Continuas a dizer que ele é comprido, pezudo e mãozudo?
    Beijos

     
  • At 19 outubro, 2008 08:17, Anonymous a biodiversidade matinal said…

    Tão madrugador. Pois eu hoje vi mais uma vez o nascer do sol. já que acordam tão cedo podiam usufruir da beleza que tem lisboa ao amanhecer.
    Aproveitei fui até Belem, o céu estava magnífico, o rio era um espelho autentico, mas ainda vi um morceguinho a alimentar-se, várias gaivotas a disputarem o peixe com os diversos pescadores que lá se encontravam e um cacilheiro a levar passageiros para Porto Brandão. Estava era um bocadinho de frio.
    Bem, vou dormir que o meu mal é mesmo sono.
    Bom dia Meistre

     
  • At 24 outubro, 2008 19:54, Anonymous adivinhas quem sou? said…

    há uma música do sérgio godinho que olhando para o andré me apetece cantar:

    "São dois braços, são dois braços
    Servem p'ra dar um abraço
    Assim como quatro braços
    Servem p'ra dar dois abraços

    E assim por aí fora
    Até quando chega a hora
    Que são tantos os abraços
    Que não vão chegar os braços..."

    E aqui fica, bom fim de semana e bons abraços (nunca são demais os abraços: disseste-me tu uma vez)

     

Enviar um comentário

<< Home