Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

quinta-feira, dezembro 04, 2008

Mora




No concelho de Mora, mais propriamente no parque ecológico do Gameiro em Cabeção, o Fluviário permite seguir o curso de um rio ibérico da nascente à foz.
A estrutura arquitectónica é bonita, o parque envolvente também (com parque de merendas para dias de melhor clima) e a estrutura expositiva muito interessante e apelativa.
É um exclente passeio com miúdos (ou sem eles!).

Há muitos anos, quase noutra vida, dei aulas em Mora.
Nessa altura os pontos altos eram o bar Alcaria onde todos os professores deslocados como eu (70% do corpo docente da escola local) passavam os serões a falar da vida e outras desgraças, e a senhora dos bolos, uma verdadeira instituição morense que fazia os melhores bolos tradicionais (queijinhos de amêndoa e doce de ovos, queijadas alentejanas, folhados de amêndoa ou noz) do universo.
Por essa altura eu morava numa casinha branca, numa rua cheia de laranjeiras que iniciava mesmo em frente ao quintal fumegante da senhora dos bolos.
Às quartas era dia de folhados de amêndoa e noz e toda a rua se enchia de um um cheirinho de fazer crescer água na boca. Era o dia dos pecadilhos, claro está, e eu saía da escola a sonhar com o sabor e com o calor quentinho e agradávelmente cheiroso da casa dos bolos (uma casa normal, forrada de azulejos feios e castanhos, onde dificilmente se adivinhava a alquimia que lhe ia paredes dentro).
Hoje em dia parece que a senhora já não faz bolos e a meu ver Mora perdeu uma das suas maiores instituições culturais.
Ficou-lhe o peixanário, já não é mau.

Etiquetas:

4 Comments:

  • At 04 dezembro, 2008 11:55, Anonymous Anónimo said…

    Que estranha é a natureza, que cria bichos com estas formas. E que estranha é a natureza humana, que deixa morrer os bolos tradicionais.

     
  • At 08 dezembro, 2008 18:42, OpenID springhasasister said…

    haha! curioso, quem fez o projecto do fluviário foi o atelier onde a minha mãe trabalha, o promontório. um beijinho

     
  • At 09 dezembro, 2008 19:40, Anonymous Anónimo said…

    Olá,
    há mt tempo q venho aqui espreitar-te (num estranho voyeurismo que detesto) e acobardo-me sempre a comentar.
    Mas queria dizer-te q fiquei muito feliz por ti e pelo teu filhote. Pela experiência fantástica de se ser mãe... enfim, por tudo... comento aqui porque me fizeste lembrar os bons tempos que passei no Alcaria (à conta do milagroso alcool q me ajudavam a suportar a péssima música). E na latina... E sim, também me lembro dos maravilhosos pastéis de toucinho da senhora dos bolos da horrível casa de azulejos castanhos.
    Bj
    Rosarinho

     
  • At 26 janeiro, 2009 16:22, Blogger .......... said…

    A Internet tem destas coisas... Numa busca sobre Mora (Minha terra Natal) encontrei este post... E resolvi comentar para alertar que a Sra dos bolos está no activo, aproveitando a onda turistica do fluviário. O Alcaria continua com a música duvidosa nas noites de sábado, mas passam-se lá momentos engraçados, desde que na companhia certa...

     

Enviar um comentário

<< Home