Dias mãeores

um blog de mãe para recuperar o tempo perdido em dias sempre mais curtos que o desejado

quinta-feira, dezembro 04, 2008

às riscas


fluviário de Mora

1 Comments:

  • At 04 dezembro, 2008 19:11, Anonymous com a lareira a crepitar said…

    Oilá!! Gosto muito da luz e da composição!! Quando for grande também quero fotografar assim!!!!

    Era uma vez uma risca que queria encontrar outras riscas para conviver e riscar mais densamente o espaço onde habitava. Um dia, apareceram várias riscas que se quiseram juntar à riscaria que por ali andava! As primeiras riscas eram verticais, mas elas achavam que estava a ficar tudo muito monótono, e desejavam serem cortadas por riscas que tivessem outro azimute. Assim vieram as riscas horizontais que se juntaram às verticais, quando de repente aparecem outras obliquas e que grande confusão ali se juntou. A água que por lá andava, começou a tremelicar e as riscas tão certinhas que por lá flutuavam ficaram a tremer...
    era do frio que estava lá fora.

    (pronto, deu-me para a parvoeira)
    Beijos

     

Enviar um comentário

<< Home